Comemoração dos 700 Anos da Instituição Ordem de Cristo em Castro Marim

Aquela que foi a primeira sede da Ordem de Cristo (1319), Castro Marim, vai comemorar os 700 anos da sua instituição no próximo dia 14 de março. As celebrações têm lugar na Igreja do Castelo de Castro Marim e contam um programa diversificado, com destaque para a apresentação da Coleção de Filatelia comemorativa da instituição da Ordem de Cristo (CTT).

Durante a manhã decorrem duas palestras subordinadas à temática da efeméride. A primeira, pelas 10h00, será conduzida pelo Prof. Doutor Luís Filipe Oliveira (FCHS/UAlg), à luz do mote “Da Terra ao Mar: As Ordens Militares e Castro Marim”. A segunda, pelas 11h30, é ministrada pelo Prof. Hugo Cavaco e debruça-se sobre “O Tombo da Comenda no contexto da centralização manuelina do poder”.

A tarde, pelas 15h00, é dedicada ao lançamento da Coleção Filatélica Comemorativa dos 700 anos da Ordem de Cristo, pelos CTT. A partir deste dia, o carimbo comemorativo será colocado em comercialização em todas as lojas CTT. O dia será ainda marcado pelas atuações musicais de Eduardo Ramos (cantor, compositor, alaudista e multi-instrumentista), com “Cantigas de D. Dinis” (século XIII-XIV).

A Ordem de Cristo foi instalada a 14 de março de 1319, em Castro Marim, por ordem do rei D. Dinis, depois da extinção, pelo Papa Clemente V, da Ordem dos Templários, uma das mais famosas Ordens Militares de Cavalaria, fundada em 1118, no rescaldo da 1ª Cruzada. Com um papel determinante no período da Reconquista, na atividade militar contra os Mouros e no povoamento do território, a Ordem dos Templários era também detentora de um vasto património que, por direito, pertenceria à Santa Sé, facto que ameaçava a soberania do rei. Com o pretexto de defender a costa algarvia dos ataques de piratas e piratas magrebinos, D. Dinis consegue decretar a criação da nova Ordem religioso-militar. A 1ª sede da Ordem de Cristo foi então o Castelo de Castro Marim, com um dos mais sólidos sistemas defensivos de todo o Reino do Algarve e situado na fronteira marítima com Marrocos e nas imediações da comunidade islâmica de Granada.

Neste âmbito, um grupo de radioamadores e associações empenhadas na divulgação e promoção da história dos Templários Portugueses, vão levar a cabo, do Castelo de Castro Marim, de 22 a 24 de março, uma emissão radiofónica que assinala os 900 Anos dos Templários em Portugal e na Europa. Será entregue a este Castelo o Diploma dos Castelos Templários Portugueses, entrega simultânea nos castelos de Soure, Castelo Branco, Tomar e Santarém, todos eles sedes desta Ordem Militar, pela Associação de Radioamadores do Ribatejo. Recorde-se que em Castro Marim, no ano de 2016, foram investidos 13 membros, criando assim a Comendadoria de Santiago da Ordem dos Templários.

Na tarde de dia 23 de março, pelas 15h, o Castelo recebe a tertúlia “Dos Templários à Ordem de Cristo no Algarve”, com Maria Luís Francisco, seguida de uma sessão de Capítulo da Comenda de Laccobriga da Ordem do Templo – Ramo OSMTHU. O objetivo desta Comenda de Laccobriga é realizar uma cerimónia ritualística oficial da Ordem, comemorativa, mas aberta à participação da comunidade local, bem como trazer a espiritualidade e a ritualística templária ao local que foi a primeira casa dos templários portugueses já investidos como Ordem de Cristo.

Categories: Cultura

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*